Info

Agenda

Galerias

Maestro Marcelo Ghelfi

Municipops

 Miucha no Municipops

Amilton Godoy e Zimbo Trio no Municipops

Rodolfo Mederos no Municipops

Reportagens:

 

(www.concertino.com.br - 31 de Janeiro de 2011)
2001- 'A série "Municipops", idealizada pelo maestro Alex Klein para abertura da Temporada 2011 da Orquestra Municipal de São Paulo, tem na próxima semana mais dois concertos. Um deles, com foco no repertório clássico, acontece no Theatro São Pedro na quarta-feira 9 de Fevereiro e terá a OSM, sob regência de Nelson Wong, apresentando sinfonias de Mozart, Haydn e Beethoven.
No dia seguinte, quinta-feira, 10 deFevereiro, a Sinfônica Municipal realiza no SESC Pinheiros mais um 'concerto popular': sob regência de Marcelo Ghelfi e com participações do pianista Amilton Godoy e do Zimbo Trio, o programa tem como destaque a "Rhapsody in Blue", de George Gershwin.
Amílton Godoy, pianista excepcional e um dos mais destacados personagens da cena musical brasileira, é o convidado da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo no próximo concerto 'popular' de "Municipops", que terá ainda participação do Zimbo Trio, grupo instrumental formado por Godoy em 1964.
O concerto acontece na quinta-feira 10 de Fevereiro, às 21 horas, no SESC Pinheiros, com a Sinfônica Municipal sob regência de Marcelo Ghelfi. O programa tem como pièce de résistance a "Rhapsody in Blue", sendo Amilton Godoy o solista de piano.

Ghelfi, músico com grande experiência no 'casamento' música sinfônica e música popular (há 15 anos é pianista titular e arranjador da Orquestra Jazz Sinfônica), responsável pela elaboração e supervisão da programação dos concertos 'populares' da série "Municipops", diz que as escolhas de George Gershwin e de Amilton Godoy para mais este concerto 'popular' da série não poderiam ser mais adequadas.

"Tanto o pianista como o compositor são músicos que transitam com grande naturalidade entre os universos das músicas popular e erudita", afirma.

"Rhapsody in Blue", escrita para piano solo e orquestra de jazz por George Gershwin em 1924, combina elementos da música clássica com efeitos de natureza jazzística. A obra, uma das mais populares peças de concerto da música americana, celebrizada em centenas de gravações e milhares de apresentações, consolidou a reputação de Gershwin como "compositor sério". O compositor chegou a descrever sua rapsódia como "um caleidoscópio musical dos Estados Unidos", mas a obra tem sido com bastante frequência interpretada como "um retrato musical da cidade de Nova York".

Além da obra de Gershwin, o programa do concerto tem a Sinfônica Municipal apresentando a "Suíte Sinfônica O Pagador de Promessas", escrita por Marcelo Ghelfi sobre temas de Gabriel Migliori para a trilha sonora original do filme de 1962 dirigido por Anselmo Duarte.
E, depois, a Orquestra e o Zimbo Trio em arranjos para orquestra sinfônica e jazz-trio de "Tema de Gabriela" de Tom Jobim, "Prelúdio em dó menor" de J.S. Bach e "Scheherazade", de Rimsky-Korsakov.

(projetomusical.com.br)
A programação dos concertos 'clássicos' "Municipops" foi elaborada pelo próprio Alex Klein. Ele será o regente de dois dos concertos; nos quatro outros, a regência será do regente assistente Nelson Wong, nascido em Hong-Kong.

Para elaboração e supervisão da programação dos concertos 'populares' da série, o Diretor Artístico do Theatro Municipal convidou Marcelo Ghelfi, músico com grande experiência no 'casamento' entre a música sinfônica e a música popular. Ghelfi é, desde 1996, pianista titular e arranjador da Orquestra Jazz Sinfônica.
Marcelo Ghelfi conta que definiu os seis concertos 'populares' da série buscando compositores que sempre transitaram com naturalidade entre os universos das músicas popular e erudita. Os escolhidos foram Antonio Carlos Jobim, George Gershwin, Edmundo Villani-Côrtes e Astor Piazzolla - e ainda Villa-Lobos, Guerra Peixe e Lorenzo Fernández, estes reunidos em concerto que vai celebrar os ritmos brasileiros.

Definidos os compositores, Ghelfi saiu em busca dos convidados e montou um time campeão: Miúcha para cantar Jobim; o pianista Amilton Godoy para tocar Gershwin (a célebre "Rhapsody in Blue"), e ainda o Zimbo Trio; a soprano Edna D'Oliveira e o barítono David Marcondes para cantar Gershwin (neste caso, temas da ópera "Porgy and Bess"); o bandoneonista argentino Rodolfo Mederos para tocar Piazzolla.
O concerto dedicado aos ritmos brasileiros não terá estrelas convidadas; já o dedicado a Villani-Côrtes terá participação do Coral Paulistano, dirigido por Tiago Pinheiro.

Além de elaborar a programação e de supervisionar todos os concertos 'populares', Marcelo Ghelfi escreveu muitos dos arranjos - para os concertos de Miúcha, de Amilton Godoy & Zimbo Trio, de Rodolfo Mederos - e será o regente de quatro concertos.
No concerto "Ritmos e Compositores Brasileiros" a OSM será regida por Érica Hendrickson e o concerto com temas de "Porgy and Bess" terá a orquestra sob regência de Mário Zaccaro.